8 Dicas para pintar com guache

Existem muitas formas de pintura, cada qual com suas próprias vantagens e um conjunto único de técnicas. Hoje vamos nos concentrar no guache, uma tinta opaca à base de água que tem uma gama infinita de aplicações e permite criar trabalhos verdadeiramente belos.

Então, o que é a tinta guache?

o que é guache
Pintura feita com Guache profissional Master Class, da Nevskaya Palitra

Uma das melhores maneiras de melhorar sua habilidade com o guache, é primeiro ter uma compreensão do que ele é. O guache é uma tinta à base de água, semelhante à aquarela, mas com uma maior carga de aditivos, além do pigmento, e maior opacidade.

O guache é diferente da tinta acrílica – que é outra tinta à base de água – na medida em que pode ser re-umedecida como a aquarela, enquanto a acrílica não pode. O guache também tem um toque mais seco e tátil, em comparação à acrílica e ao óleo. Além disso, quando a tinta acrílica seca fica com acabamento mais brilhante, ou acetinado, (dependendo da marca), enquanto o guache seca suavemente e conta com um acabamento fosco, mais parecido com uma pintura em aquarela.

Os médiuns utilizados no guache – que, a propósito, tem uma rica história que remonta há mais de 600 anos – são pigmentos também usados na aquarela. As principais diferenças entre os dois são que os tamanhos das partículas de pigmento são maiores no guache. O guache contém aglutinantes como goma arábica e dextrina, e também utiliza médiuns brancos como giz para tornar a consistência mais pesada e opaca.

E então, pronto para começar a pintar com guache? Aqui vão alguns conselhos para ter em mente à medida que você começa.

Tente não pensar no guache como aquarela

Embora o guache e a aquarela tenham uma série de sobreposições e semelhanças, elas não devem ser confundidas na aplicação.

O erro mais comum que as pessoas cometem quando usam guache pela primeira vez, é que o usam como aquarela. A opacidade é a principal característica do guache, portanto é preciso usar a quantidade certa de água para obter essa opacidade e o acabamento fosco. Demasiada quantidade de água faz com que pareça aquarela, e pouca água pode levar a rachaduras na superfície da tinta depois de secar.

A consistência da tinta é muito importante: ela deve ser “como creme que flui facilmente do pincel”. Não tem certeza das proporções exatas? Não se preocupe. Encontrar a mistura certa de tinta e água vai ficar mais fácil quanto mais você trabalhar com ele.

guache tga
Pintura feita com guache TGA, de fabricação nacional

Faça tabelas de cores para todas as suas pinturas

É fácil ficar entusiasmado e querer levar sua tinta guache da paleta para o papel, mas a criação de gráficos coloridos com antecedência beneficiará seu fluxo de trabalho e o seu bolso!

Mesmo que você esteja usando a cor diretamente do tubo, ou pote, é muito possível que não sequem na cor que você procura. Os tons do guache tendem a ficar um pouco mais escuros do que se espera.

tabela de cores com guache
Tabela de cores feita com os guaches Master Class

Opte por pincéis sintéticos

Embora possa parecer contra intuitivo, os pincéis de cerdas sintéticas tendem a funcionar melhor para a pintura de guaches em comparação com os pincéis de cerdas naturais. A capacidade de retenção de água da cerda sintética é menor do que a de cerda natural. Usando pincéis sintéticos, você pode controlar melhor a quantidade de água e evitar “estrias” nas camadas também.

Comece com pinturas pequenas

Todos têm que começar de alguma forma, e a maioria dos artistas recomendam começar com um projeto de pequeno porte e uma paleta de cores limitada para suas primeiras pinturas. Ao se ater a cerca de três a cinco tons em vez de todo o espectro, você pode reduzir seu risco de acabar com as cores “enlameadas” em sua pintura. Também é recomendado escolher temas que sejam fáceis o suficiente para você se sentir mais confiante. Ninguém quer correr o risco de se sentir frustrado nos primeiros projetos.

No início, é melhor começar sempre com a tinta fresca

Uma das coisas mais maravilhosas (leia-se: muito práticas) sobre o guache é que mesmo quando a tinta seca em sua paleta, você pode reativá-la novamente com um pouco de água. Como iniciante, porém, recomendo que você se fixe em usar tinta fresca em seus primeiros trabalhos.

É indiscutível que uma das coisas mais complicadas da pintura com guache é obter a consistência correta. Usando apenas tinta fresca, suas cores terão uma consistência mais previsível. Quando você se familiarizar mais com a técnica, poderá começar a brincar com a consistência da tinta reidratada.

guache escolar giotto
Pintura feita com guache escolar Giotto

Deixe as camadas secarem antes de prosseguir

Ao trabalhar com várias camadas de tinta guache, certifique-se sempre de que a camada base tenha secado completamente antes de começar uma nova camada. Isto é importante porque o guache é facilmente reativado com água, portanto, se a camada base não secou completamente, então a camada seguinte irá se misturar, criando borrões. A secagem leva apenas alguns minutos.

Outra maneira de ajudar a evitar qualquer tipo de borrão, é usar um médium acrílico para fixar a camada base, embora isto possa reduzir o acabamento fosco da tinta. Trabalhar rapidamente e com poucas pinceladas sobre a camada anterior também ajuda.

Não force muito o pincel enquanto pinta em camadas

O guache requer uma técnica metódica e cuidadosa afim de criar um resultado final mais bonito.

A pintura com guache é lenta e cheia de texturas. Para as camadas seguintes, vá mais devagar com sua aplicação, caso contrário, as camadas abaixo se misturarão com a cor aplicada em seguida.

Uma regra adicional relativa às camadas, é trabalhar do claro para o escuro (é mais fácil pintar algo escuro sobre algo claro ao invés do contrário). Também é melhor começar pintando formas maiores e depois fazer formas menores na camada superior, o que permite que as camadas inferiores de cor ainda apareçam.

Não esqueça de proteger sua obra feita com guache

É muito importante proteger sua pintura à guache. Assim como a aquarela, o guache pode ser “destruído” por uma gota d’água errante. A melhor proteção de todas? Uma moldura com vidro, que complementará lindamente sua pintura, não importa onde você decida exibi-la.

guache sonnet
Pintura feita com guache Sonnet, da Nevskaya Palitra

E SE VOCÊ TEM POUCA OU MESMO NENHUMA EXPERIÊNCIA COM GUACHE, EU VOU DEIXAR DOIS LINKS ABAIXO, ONDE VOCÊ PODERÁ CONFERIR OS MEUS CURSOS QUE SÃO TOTALMENTE VOLTADOS PARA ESTA TÉCNICA.

O PRIMEIRO É VOLTADO PARA INICIANTES E POSSUI TÉCNICAS BÁSICAS QUE FARÃO VOCÊ DAR SEUS PRIMEIROS PASSOS COM O GUACHE.

O SEGUNDO, CHAMADO “DESCOBRINDO A PINTURA” É MAIS AVANÇADO E MISTURA AS TÉCNICAS DO GUACHE COM UM POUCO DE HISTÓRIA DA ARTE E REFERÊNCIAS A GRANDES NOMES DA PINTURA MUNDIAL.

CONFIRA E VEJA QUAL É MAIS ADEQUADO AO QUE VOCÊ PROCURA:

CURSO BÁSICO DE TINTA GUACHE

CURSO DESCOBRINDO A PINTURA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *