Guache Lukas – A.K.A Gouache | Resenha

Tempo de leitura: 3 minutos

Olá pessoal! A resenha de hoje é sobre os guaches da Lukas (guache Lukas)! Eu já fiz um vídeo no meu canal sobre as aquarelas da Lukas. Clique aqui se você ainda não viu.

Eu comprei 12 tubos de 20ml no site da Lukas do Brasil, que é a representante oficial da marca aqui. Eles me enviaram junto com as tintas um limpador de pincéis que, para nós que trabalhamos com tintas à base de água, é um acessório muito útil.

As tintas vem com informações no rótulo sobre o grau de permanência e quais pigmentos compõe cada cor. Ah, estes são guaches de linha profissional.

guache lukas é bom
Seleção de cores de guache da Lukas que escolhi

Eu fiz minha tabela de cores aplicando a tinta diretamente do tubo e, em seguida, diluindo cada faixa com o pincel úmido por duas vezes.

Algumas cores possuem consistência mais espessa, semelhante a tinta à óleo. Já outras, possuem consistência mais líquida, semelhante a aquarela. O amarelo ocre veio com excesso de aglutinante, saindo pouco pigmento no primeiro uso. Isso acontece com frequência em praticamente todos os tipos de tinta dessa cor…

Além do amarelo ocre, as demais cores que escolhi foram: branco opaco, amarelo primário, magenta, vermelho cadmio, azul cyan, azul ultramar, verde permanente, verde escuro, terra de siena queimada, marrom Van Dyck e negro de marfim.

As cores são muito bonitas e vivas, destacando aqui o magenta e o azul ultramar. E, apesar da característica opaca do guache, elas possuem uma excelente transparência quando mais diluídas.

Vou colocar aqui ao lado a tabela dos guaches da Talens e da Pentel para vocês compararem. Eu também fiz uma resenha sobre esses guaches, então, clique aqui se você ainda não conferiu!

guache gouache lukas talens Pentel
Tabela de cores dos guaches da Lukas ao lado dos guaches da Talens e da Pentel

Eu escolhi uma natureza-morta para fazer o teste prático, pois é um tema que eu gosto muito de trabalhar com guache.

Eu considero o guache como a tinta mais versátil para se trabalhar, pois você consegue efeitos semelhantes à tinta a óleo ou acrílica, trabalhando com ela mais espessa, e efeitos semelhantes à aquarela quando trabalhada mais diluída.

Eu costumo trabalhar com guache sempre diluído, mas não tanto como na aquarela, deixando a tinta um pouco mais espessa. Neste caso, exagerei um pouco na diluição, mas resolvi trabalhar com ele assim mesmo.

A vantagem do guache é que, além de você conseguir trabalhar com camadas (portanto, você pode pintar, inclusive, do escuro para o claro), o fato da tinta poder ser diluída mesmo após a secagem, permite que você possa fazer correções ou suavizar áreas com o pincel úmido, mesclando com as camadas do fundo. Além de ser um material bem mais barato, comparado ao óleo e a aquarela, possui um ótimo rendimento.

Resultado do teste com a tinta guache Lukas

Bom, eu gostei muito de trabalhar com este material! É um guache de excelente qualidade, superando as minhas expectativas.

Achei, inclusive, um pouco superiores em relação aos guaches da Talens (os quais também considero ótimos!). Mas em relação à transparência, os da Lukas saem ganhando. Então, se você gosta de trabalhar com guache mais diluído, buscando efeitos próximos à aquarela, vai de Lukas!

Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado desta resenha e se você quer aprender a pintar com guache e descobrir as vantagens de trabalhar com este material fantástico, mesmo que você não possua nenhuma experiência, conheça o meu CURSO DE GUACHE PARA INICIANTES, onde você vai aprender do zero as principais técnicas de uso desta tinta.

Eu vou ficando por aqui! Muito obrigado pela companhia, um forte abraço, tudo de melhor sempre e até a próxima!

Assista a resenha completa no meu canal do YouTube!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *