Tinta guache: o que é e como usar

Tempo de leitura: 4 minutos

O uso do guache remonta ao século XIV, quando um monge descobriu que o acréscimo de branco opaco à aquarela transparente conferia maior brilho à decoração dourada de seus manuscritos.

Esta aparência de cor sólida é a característica básica do guache e produz resultados bem diferentes da delicada transparência proporcionada pela aquarela.

tinta guache
Conjunto de guache em tubo da Caran d´Ache

Características da tinta guache

Assim como a aquarela convencional, o guache emprega goma-arábica (ou um equivalente sintético) como aglutinante e também é diluído em água. Ao contrário da aquarela, porém, o guache contém pigmento branco (geralmente giz) e é moído menos fino.

Você pode adquiri-lo em tubos, vidros ou pastilhas, e em diversos graus de permanência (alguns fabricantes codificam suas cores de acordo com a permanência dos corantes e o nível de opacidade ou transparência).

Superfície: Todo papel adequado para aquarela serve também para pintar com tinta guache. O papel colorido é uma boa opção: sua cor atua como um tom médio, sobre o qual você pode acrescentar claros e escuros.

Pincéis: Utilize pincéis para aquarela. Como a tinta guache é solúvel em água, lave-os com sabão (ou detergente) e água. Reserve os pincéis chatos para aguadas e os redondos de ponta fina para detalhes.

Do escuro para o claro

A opacidade da tinta guache permite inverter o procedimento normal de pintura e trabalhar do escuro para o claro. Quando os detalhes brancos de um motivo são muito intricados, tornando extremamente trabalhoso pintar em torno deles, a tinta guache é de valor inestimável: por exemplo, para traçar rendilhados claros sobre um fundo escuro.

Motivos como galhos delicados contra um pinheiro escuro, uma cortina de renda sobre um forro escuro, ou um bando de gaivotas contra um céu de tempestade podem técnicas de cores opacas.

Outra vantagem de trabalhar com um tinta versátil como o guache é que você pode mudar de ideia à vontade e cobrir seus erros – uma camada de cor geralmente cobre a outra por inteiro.

tinta guache
Fonte: Google Imagens

Mistura de cores

Para clarear o guache você deve acrescentar branco, em vez de diluir a tinta com mais água como na aquarela. Ao misturar as cores, porém, tenha em mente que a tinta guache sempre fica mais clara depois de seca; portanto, leve isto em conta ao ajustar os tons das misturas.

O acréscimo de preto para escurecer um tom pode produzir, com a tinta guache, resultados inesperados, alterando as cores em vez de apenas escurecê-las. O vermelho, por exemplo, transforma-se em marrom e os amarelos, por sua vez, tendem a adquirir uma tonalidade esverdeada.

Na prática, a tinta guache deve ser manipulada como a acrílica, embora continue solúvel em água depois de seca. Você pode aproveitar esta qualidade para suavizar contornos, misturando outras camadas de cor com a tinta circunvizinha (para fazer isso, o melhor é trabalhar com a ponta de um pincel molhado).

Diluição da tinta guache

Você pode diluir o guache para fazer aguadas em degradé. Procure variar a consistência, indo da mais rala à mais densa (neste caso, use tinta sem diluir, diretamente do tubo). Tome cuidado, porém, para não diluir demais o guache, senão ele acabará ficando descorado.

Procure sempre aproveitar a aparência fosca e ligeiramente texturizada, própria desta tinta. Se a pintura ficar achatada demais, crie contrastes tonais e de cor para revigorá-las – o guache possui uma grande variedade de cores vivas e límpidas, que formam tons pastel cintilantes quando misturadas com branco.

Leve em consideração também que, se você diluir a tinta para criar aguadas claras, feitas rapidamente, poderá reavivá-las mais tarde cobrindo-as com cores mais fortes e mais espessas, usadas diretamente do tubo.

Além das cores vivas, a tinta guache apresenta uma grande seleção de cinzas e cores neutras, que você poderá utilizar também para ressaltar ainda mais as cores brilhantes.

tinta guache
Fonte: Google Imagens

Técnica mista

Os artistas costumam utilizar a tinta guache para acrescentar reflexos e detalhes em pinturas feitas com aquarela. Além dessa solução, já tradicional, você pode combinar o guache com lápis, carvão e nanquim colorido. 

Uma técnica útil consiste em aplicar aguadas de tom com nanquim colorido e misturá-las com guache branco.

Correções com a tinta guache

Se você cometer um erro realmente grave, impossível de corrigir aplicando tinta por cima, raspe um pouco do pigmento com estilete.

Alternativamente, aplique água com uma esponja e absorva a cor com papel mata-borrão. O mata-borrão também pode ser usado para clarear tons porque absorve só um pouco de pigmento.

tinta guache
Fonte: Google Imagens

ACESSE OS MEUS CURSOS DE DESENHO E PINTURA NO MENU LATERAL DO SITE OU NO MENU SUPERIOR. TODOS OS CURSOS SÃO VOLTADOS AOS INICIANTES!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *